Várias são as técnicas utilizadas pelas pesquisas que se pautam no método qualitativo. Descrevemos duas delas que de certo modo permeiam quase todas as modalidades de tradição de pesquisa.

OBSERVAÇÃO PARTICIPANTE – forma complementar de captação da realidade empírica. Para tanto, há necessidade de o pesquisador imergir na realidade, colocar-se sob o ponto de vista do pesquisado, ter em mente os aspectos relevantes da teoria, e abandonar, nesta convivência, a postura de “cientista.” Contudo, para a produção da teoria, o pesquisador deverá romper com o senso comum (representações sociais) do grupo pesquisado e ainda colocar em questão os pressupostos inerentes à sua qualidade de pesquisador.

Entrevistas

A técnica da entrevista pode ser entendida como uma conversa orientada para um fim específico, ou seja, recolher dados e informações. O que torna necessário ao pesquisador ter sempre um plano para a entrevista, para que, no momento em que ela esteja sendo realizada, as informações necessárias não deixem de ser colhidas. Então, procure selecionar pessoas que realmente tenham o conhecimento necessário para satisfazer as necessidades de informação. E diante do entrevistado, estabeleça uma relação amistosa e não trave um debate de idéias; ao contrário, procure encorajar o entrevistado para as respostas e deixe que as questões surjam naturalmente, evitando que a entrevista se torne um “questionário oral”. O pesquisador intencionalmente coleta as informações através da fala dos atores sociais. Pode ser decomposta em: entrevista aberta (o entrevistado discorre livremente sobre o tema proposto), estruturada, semi-estruturada (combina perguntas fechadas e abertas), entrevista por meio de grupos focais e histórias de vida, entre outras formas de classificação. Os dados obtidos podem ser objetivos ou subjetivos. Os primeiros referem-se a outras fontes como censos, por exemplo. Já os segundos tratam diretamente do indivíduo entrevistado, de seus valores, atitudes e opiniões.

Questionário

O questionário é um instrumento que se utiliza quando se pretende atingir um número considerável de pessoas. Contém um conjunto de questões formuladas pelo pesquisador. O seu preenchimento é feito por informantes, no próprio local da pesquisa, ou enviados pelos correios ou por outras formas. A linguagem utilizada no questionário deve ser simples e direta para que o informante compreenda com clareza o que está sendo perguntado. Não é recomendado o uso de gírias, a não ser que se faça necessário em se tratando de características de linguagem do grupo (grupo de surfistas, por exemplo). Submeter o questionário a um pré-teste, ou seja, aplicá-lo em um grupo reduzido, permite ao pesquisador corrigir eventuais erros de formulação.

As perguntas do questionário podem ser:

  1. Abertas: “Qual é a sua opinião?”;
  2. fechadas (duas escolhas): sim ou não;
  3. e múltiplas escolhas: fechadas com uma série de respostas possíveis.

As instruções de preenchimento e para devolução devem ser fornecidas antes de iniciar o preenchimento do questionário, o qual pode apresentar: itens sim/não, certo/ errado e verdadeiro/falso; questões de múltipla escolha; respostas livres, abertas ou curtas (variando de acordo com o objetivo da pesquisa).

Por sua vez, a elaboração de formulários de consentimentos, esclarecendo a proposta da pesquisa e autorizando o pesquisador a fazer uso dos dados coletados, preserva a imagem do pesquisador e mantém sua postura ética.

Young e Lundberg (apud PESSOA, 1998) fizeram uma série de recomendações úteis à construção de um questionário.

Entre elas destacam-se:

  • o questionário deverá ser construído em blocos temáticos obedecendo a uma ordem lógica na elaboração das perguntas;
  • a redação das perguntas deverá ser feita em linguagem compreensível ao informante. A linguagem deverá ser acessível ao entendimento da média da população estudada;
  • a formulação das perguntas deverá evitar a possibilidade de interpretação dúbia, sugerir ou induzir a resposta;
  • cada pergunta deverá focar apenas uma questão para ser analisada pelo informante;
  • o questionário deverá conter apenas as perguntas relacionadas aos objetivos da pesquisa. Devem ser evitadas perguntas que, de antemão, já se sabe que não serão respondidas com honestidade.

Formulário

O formulário é semelhante ao questionário na sua estruturação e possui o mesmo formato, todavia é o entrevistador que preenche as respostas, após a consulta ao entrevistado. As perguntas de um formulário podem ser mais complexas, pois o entrevistador poderá esclarecer as dúvidas e também poderá fazer as anotações sobre as suas próprias observações.

Quer facilitar sua vida?

Gostou deste Post ? E agora que você aprendeu isso, o que achou? Deixe seu comentário!

Técnicas de pesquisa qualitativa
Tags:                     

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat